Notícias

Reportagem da TVT mostra prejuízos da reforma da Previdência para o magistério

20 de dezembro de 2016

Os professores e professoras que atuam na educação básica, nos ensinos infantil, fundamental e médio, têm garantida por lei a redução de cinco anos no tempo mínimo de contribuição para se aposentarem. Mas a reforma da Previdência do governo golpista de Michel Temer quer acabar com esse direito.

“Os(as) professores(as) públicos  perderão o direito à aposentadoria com a redução de cinco anos na idade e no tempo de contribuição. Já os(as) professores(as) privados(as) perderão o direito à redução de cinco anos no tempo de contribuição; para eles, hoje, não há exigência de idade mínima, mas há, sim, incidência do FP. Com isso, a aposentadoria deles(as) será pelas regras comuns. Isto é, terão de comprovar, cumulativamente, 65 anos de idade e 25 de contribuição, sob pena de não se aposentarem”, explicou o consultor jurídico da Contee, José Geraldo de Santana Oliveira  (veja aqui a análise completa da Proposta de Emenda à Constituição 287).

Nesta semana, a TVT também conversou com especialistas, incluindo a diretora de Imprensa e Comunicação da Fepesp, Silvia Barbara, que explicaram quais são os principais impactos negativos na aposentadoria do magistério.

Assista à reportagem da TVT:

Assista também o Programa Extra-Classe do Sinpro Minas:

Fonte: Contee

COMENTÁRIO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias

Artigo
Ciência
COVID-19
Cultura
Direitos
Educação
Entrevista
Eventos
Geral
Mundo
Opinião
Opinião Sinpro Minas
Política
Programa Extra-Classe
Publicações
Rádio Sinpro Minas
Saúde
Sinpro em Movimento
Trabalho

Regionais

Barbacena
Betim
Cataguases
Coronel Fabriciano
Divinópolis
Governador Valadares
Montes Claros
Paracatu
Patos de Minas
Poços de Caldas
Pouso Alegre
Sete Lagoas
Uberaba
Uberlândia
Varginha