Notícias

Sinpro consegue anulação da venda do Uni-BH

30 de julho de 2010

 

Em sentença da Décima Vara Cível do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, publicada hoje, 30/07, o juiz Luiz Gonzaga Silveira Soares julgou procedente o pedido de nulidade do “Instrumento Particular de Promessa de Cessão de Direitos sobre a Mantença de Cursos Superiores e outras avenças” celebrado entre a FUNDAC, mantenedora do Uni-BH, e o grupo Anima.  A decisão é resultado da ação do Sindicato dos Professores ajuizada em 20 de agosto de 2009.

 

O Sinpro Minas questionou a cessão de direitos que compõe o patrimônio da Fundação e de suas atribuições, sob a alegação de que estas instituições, por imposição legal, não podem ser vendidas/alienadas. A única exceção ocorre quando há autorização judicial, o que não foi o caso.

Para o presidente do Sinpro Minas, Marco Eliel Santos de Carvalho, a sentença do TJMG comprova a tese, defendida pelo sindicato, de que a transferência era ilegal e era contrária ao interesse dos professores. “Essa foi mais uma importante vitória da categoria contra o avanço da mercantilização do ensino e suas implicações trabalhistas e acadêmicas” avalia.

COMENTÁRIO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias

Artigo
Ciência
COVID-19
Cultura
Direitos
Educação
Entrevista
Eventos
Geral
Mundo
Opinião
Política
Programa Extra-Classe
Publicações
Rádio Sinpro Minas
Saúde
Sinpro em Movimento
Trabalho

Regionais

Barbacena
Betim
Cataguases
Coronel Fabriciano
Divinópolis
Governador Valadares
Montes Claros
Paracatu
Patos de Minas
Poços de Caldas
Pouso Alegre
Sete Lagoas
Uberaba
Uberlândia
Varginha