Notícias

Sinpro ajuíza dissídio coletivo contra o Sindilivre-Idiomas

10 de setembro de 2015

O Sinpro Minas informa aos professores de cursos de idiomas, que o sindicato tem feito todos os esforços na tentativa de fechar um acordo com o sindicato patronal (Sindilivre) para os professores, com reajuste digno e manutenção das conquistas. Desde 2014, há um impasse com o sindicato patronal que insiste na retirada de direitos.

O Sindicato patronal só aceita a renovação da Convenção Coletiva e a correção salarial pelos índices acumulados da inflação de 2014 e 2015, em troca da flexibilização da carga-horária e compensação da jornada, o que teria como implicação o não pagamento de horas-extras, causando uma perda irreparável para os professores, uma vez que a Súmula 277 do Tribunal Superior do Trabalho (TST) garante os direitos conquistados na última Convenção Coletiva de Trabalho (CCT).

O Sinpro Minas não aceita a flexibilização de direitos trabalhistas e diante da intransigência do patronal ajuizou o dissídio coletivo contra o Sindilivre na Justiça do Trabalho no dia 9 de setembro de 2015. Faz parte do processo de dissídio coletivo, a convocação pela Justiça de reuniões de conciliação

COMENTÁRIO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias

Artigo
Ciência
COVID-19
Cultura
Direitos
Educação
Entrevista
Eventos
Geral
Mundo
Opinião
Opinião Sinpro Minas
Política
Programa Extra-Classe
Publicações
Rádio Sinpro Minas
Saúde
Sinpro em Movimento
Trabalho

Regionais

Barbacena
Betim
Cataguases
Coronel Fabriciano
Divinópolis
Governador Valadares
Montes Claros
Paracatu
Patos de Minas
Poços de Caldas
Pouso Alegre
Sete Lagoas
Uberaba
Uberlândia
Varginha