Notícias

Sinpro Minas apoia luta dos professores da rede estadual

O Sinpro Minas manifesta o seu apoio à luta dos professores da rede pública estadual contra o fechamento de turmas e demissões na educação em Minas Gerais.

Sem consulta à comunidade escolar, o governo Zema anunciou, na semana passada, fusões de salas em 225 escolas estaduais, medida que sobrecarrega ainda mais os docentes e prejudica a qualidade do ensino.

Como é de conhecimento público, inúmeros estudos acadêmicos apontam a existência de salas de aula lotadas como um dos principais fatores que provocam o baixo rendimento escolar. Com essa decisão, o governo Zema, mais uma vez, caminha na contramão de diretrizes educacionais internacionais. Essas diretrizes recomendam a diminuição de alunos por professor para favorecer o processo de ensino-aprendizagem.

Além disso, a administração estadual demonstra, mais uma vez, que não coloca a educação como prioridade. Capaz de fomentar o crescimento econômico e o desenvolvimento social do Estado, a educação está subordinada, na atual gestão, a uma visão economicista, reduzida a uma planilha de custos, em detrimento das reais necessidades da população. Tudo isso para favorecer os lucros de setores do empresariado e de especuladores do mercado financeiro.

Por isso, o Sinpro Minas repudia mais essa decisão do governo Zema e reitera o seu apoio à luta dos professores da rede estadual, por entender que a educação deve ser, de fato, compreendida como um setor estratégico, voltada para o desenvolvimento soberano, com justiça social e valorização do trabalho.

COMENTÁRIO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Categorias

Artigo
Ciência
COVID-19
Cultura
Direitos
Educação
Entrevista
Geral
Mundo
Opinião
Política
Programa Extra-Classe
Publicações
Rádio Sinpro Minas
Saúde
Sinpro em Movimento
Trabalho

Regionais

Montes Claros
Poços de Caldas
Sete Lagoas
Uberaba
Uberlândia