Notícias

Sinpro Minas busca garantir direitos dos professores de Idiomas

8 de maio de 2020

No início de março, o Sinpro Minas encaminhou ao Sindilivre a pauta da campanha reivindicatória dos professores de Idiomas. Desde então, o Sindicato dos Professores tentou agendar com o patronal, por diversas vezes, uma reunião por videoconferência, em função do isolamento social, para discutir os direitos da categoria.

Foi somente no dia 23 de abril que o sindicato patronal enviou um e-mail ao Sinpro Minas, informando que agendaria uma rodada de negociação, o que não ocorreu.

Em razão dessa postura de desrespeito aos professores, no dia 29 de abril, o Sinpro Minas solicitou aos donos de escola a prorrogação da data-base, mas eles se recusaram a adiá-la. A data-base é o instrumento que garante na Justiça os direitos trabalhistas, enquanto os sindicatos continuam as negociações da campanha reivindicatória.

Na prática, o sindicato patronal não encaminhou nenhuma contraproposta nem quis discutir as reivindicações da categoria, até o momento. Com isso, os donos de escola insistem em precarizar as condições de vida e trabalho dos professores de Idiomas.

Diante da intransigência patronal, o Sinpro Minas entrou na Justiça, no dia 30 de abril, com um pedido de protesto, com a finalidade de prorrogar a data-base e garantir as conquistas da categoria.

Na campanha reivindicatória deste ano, os professores e o Sinpro Minas reivindicam valorização profissional, garantia de emprego e melhores condições de trabalho.

COMENTÁRIO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias

Artigo
Ciência
COVID-19
Cultura
Direitos
Educação
Entrevista
Geral
Mundo
Opinião
Política
Programa Extra-Classe
Publicações
Rádio Sinpro Minas
Saúde
Sinpro em Movimento
Trabalho

Regionais

Barbacena
Betim
Cataguases
Coronel Fabriciano
Divinópolis
Governador Valadares
Montes Claros
Paracatu
Patos de Minas
Poços de Caldas
Pouso Alegre
Sete Lagoas
Uberaba
Uberlândia
Varginha