Notícias

Sinpro Minas e Sinepe Norte fazem reunião de negociação em Montes Claros

27 de junho de 2011

 

Nesta terça-feira (28/6), às 10 horas, em Montes Claros, haverá uma reunião de negociação entre o Sinpro Minas e o Sinepe Norte, na sede do sindicato patronal, para discutir as reivindicações dos professores da rede privada do Norte de Minas. Os educadores pretendem fazer uma manifestação, na porta do Sinepe, com o objetivo de demonstrar a insatisfação da categoria com a postura intransigente do sindicato patronal e exigir a assinatura de uma Convenção Coletiva de Trabalho (CCT), instrumento que garante os direitos dos professores da rede privada.

 

O Tribunal Regional do Trabalho (TRT/MG) estabeleceu o prazo até 3 de agosto para que os sindicatos apresentem o resultado das negociações, em uma nova tentativa de conciliação, que acontecerá em Belo Horizonte. Na última reunião no TRT/MG, o Sinepe deu mais uma demonstração de que não tem a intenção de negociar, pois propuseram a extinção do processo de dissídio. O patronal já sentiu a força da mobilização dos professores e está criando dificuldades para que representantes do sindicato dos professores entrem nas escolas para conversar com os docentes.

 

A necessidade de um instrumento que assegure os direitos dos professores, muitas vezes, só é notada pelo trabalhador na hora da demissão, pois quase sempre as escolas não pagam o que é devido por não haver uma lei que as obrigue.

 

Em alguns casos, as escolas pagam salários abaixo do piso praticado no restante do estado, bem como os demais adicionais, reduzindo os valores a receber no futuro, como o FGTS e aposentadoria. A ausência de uma cláusula para regular a redução de carga horária também pode levar o empregador a alterar livremente o contrato de trabalho do docente sem nenhuma indenização para o trabalhador.

 

Outros pontos importantes podem ser detectados na relação de trabalho sem CCT, a realização de horas-extras sem o devido pagamento e a exigência de trabalhos extraclasse, como reuniões e acompanhamento de alunos em recuperação, são alguns deles. De acordo com a diretoria do Sinpro, para que essa situação seja revertida, é necessário que os professores mostrem a força da categoria. Por isso, o Sinpro Minas pede o apoio da comunidade para a luta dos professores.

 

Em mais uma ação da campanha reivindicatória 2011, os professores das escolas particulares do Norte de Minas realizam assembleia no dia 2 de julho, na Câmara Municipal de Montes Claros.

 

Serviço:

Manifestação de professores em Montes Claros

Endereço: Porta do Sinepe Norte: Rua Dr. Santos, nº 362, salas 507/508

 

COMENTÁRIO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias

Artigo
Ciência
COVID-19
Cultura
Direitos
Educação
Entrevista
Eventos
Geral
Mundo
Opinião
Política
Programa Extra-Classe
Publicações
Rádio Sinpro Minas
Saúde
Sinpro em Movimento
Trabalho

Regionais

Barbacena
Betim
Cataguases
Coronel Fabriciano
Divinópolis
Governador Valadares
Montes Claros
Paracatu
Patos de Minas
Poços de Caldas
Pouso Alegre
Sete Lagoas
Uberaba
Uberlândia
Varginha