Notícias

Poços de Caldas: Sinpro Minas ingressa com protesto para garantir reajuste digno

16 de maio de 2024

Após diversas tentativas de chegar a um índice de reajuste que atenda às suas reivindicações, os/as professores/as das escolas particulares de Poços de Caldas rejeitaram novamente, em Assembleia, a proposta do sindicato patronal. A categoria também decidiu por entrar com um protesto na Justiça do Trabalho.

As deliberações foram tomadas em Assembleia virtual no dia 30 de abril. O Sinpro Minas já deu entrada no protesto e agora aguarda a data da audiência a ser marcada pela Justiça. Neste momento, é muito importante nossa união e mobilização.

Desde 2020, com o início da pandemia de Covid-19, estamos com os salários defasados, apesar das mensalidades aumentarem a cada ano. A justificativa desde então são as perdas resultantes da pandemia. No entanto, os índices mostram que já houve recuperação das escolas.

A proposta do patronal para este ano foi de reajustar em apenas 4% nosso salário. Com a inflação no mesmo período de 3,84%, isso significa que o aumento real seria de 0,16%. É uma desvalorização do trabalho da categoria, que não conseguiu recompor o INPC nesses 4 anos!

Continuamos em campanha por valorização e justiça! Fique atento e participe!

COMENTÁRIO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias

Artigo
Ciência
COVID-19
Cultura
Direitos
Educação
Entrevista
Eventos
Geral
Mundo
Opinião
Política
Programa Extra-Classe
Publicações
Rádio Sinpro Minas
Saúde
Sinpro em Movimento
Trabalho

Regionais

Barbacena
Betim
Cataguases
Coronel Fabriciano
Divinópolis
Governador Valadares
Montes Claros
Paracatu
Patos de Minas
Poços de Caldas
Pouso Alegre
Sete Lagoas
Uberaba
Uberlândia
Varginha