Notícias

Sinpro Minas participou da 29ª Jornada Nacional de Cineclubes

14 de outubro de 2015

Mais de 80 cineclubistas de todo país participaram da 29ª Jornada Nacional de Cineclubes, que aconteceu de 1 a 4 de outubro, na Bahia, promovida pelo Conselho Nacional de Cineclubes (CNC). No evento foram discutidas questões estruturais do CNC, a democratização do audiovisual e os encaminhamentos relacionados às políticas que nortearão o movimento cineclubista nos próximos anos.

A professora Terezinha Avelar, diretora do Sinpro Minas, foi eleita como titular da Regional Sudeste (Minas e Rio de Janeiro). “O maior desafio é fazer um levantamento dos cineclubes, assim como contribuir para a formação de educadores cineclubistas, principalmente, após a regulamentação da lei que torna obrigatória pelo menos duas horas de exibição de produções nacionais na escola”, afirma. Ela também participou da mesa sobre Cinema e educação, apresentando as experiências promovidas pelo Sinpro Minas, dos cineclubes Joaquim Pedro de Andrade e Uma Tela no meu Bairro (do programa Cine Mais Cultura), e de audiovisual, como o Programa de TV Extra-Classe.

O secretário do Audiovisual do Ministério da Cultura, Pola Ribeiro, participou da Jornada, conduzindo o debate sobre políticas públicas para Cineclubes. Para ele, o movimento cineclubista precisa se repensar a todo momento e aumentar a capacidade de mobilização. “O cineclubismo tem um papel fundamental na sociedade, exibe filmes na ponta, de maneira crítica, criando uma oportunidade de debates e rompendo a lógica comercial”, opina. A novidade é que o Ministério da Cultura está negociando a distribuição de um software de interatividade na TV digital, para 14 milhões de lares atendidos pelo Bolsa Família, que possibilitará mais acesso à produção de cinema nacional. Ouça o áudio da entrevista na webrádio do Sinpro Minas

Para a cineclubista Gleciara Ramos, coordenadora do CNC na última gestão e uma das organizadoras do evento que acontece bienalmente, esse é um movimento de resistência. “Quando as coisas estão difícieis politicamente no país, há uma retomada do movimento cineclubista, principalmente quando as liberdades democráticas estão ameaçadas, esse movimento se torna ainda mais fundamental, pois trabalhamos com acesso e direito à cultura e à informação.

“Esse encontro serviu para medir o nosso limite de persistência e unir o grupo”, afirma o cineclubista Izidoro Cruz Neto, do Cineclube Kalu que funciona na Universidade Federal do Maranhão em Alcântara. Segundo ele, a 29ª Jornada Cineclubista foi mais uma vez um espaço para troca de experiências cineclubistas e de filmes alternativos.

Os cineclubes são formados por grupos de pessoas que se asssociam a fim de promover exibições de cinema e fazer uma leitura crítica sobre diversos assuntos abordados nos filmes. O Conselho Nacional de Cineclube tem cadastrado cerca de 500 cineclubes do Brasil, mas a estimativa é que haja muito mais. A primeira Jornada Nacional de Cineclubes foi realizada em 1959, na Cinemateca Brasileira, em São Paulo. Desde então, já foram realizadas 29 edições, sempre em diferentes cidades e regiões.

jornada

Histórico da participação do Sinpro Minas no cineclubismo

O Sindicato dos Professores do Estado de Minas Gerais (Sinpro Minas), em 5 de abril de 1997, inaugurou seu cineclube. Por sugestão do cineasta Helvécio Ratton, o espaço foi batizado com o nome “Joaquim Pedro de Andrade”, em homenagem ao cineasta, que pertenceu a uma geração que constituiu o chamado Movimento do Cinema Novo.

As exibições aconteceram, por cerca de 15 anos, no Espaço Cultural Barbosa Lima Sobrinho, na sede do Sinpro Minas, no bairro Floresta e tinham por objetivo inicial montar uma programação de filmes prioritariamente voltados para o cinema e a psicanálise. As exibições eram seguidas de debates acerca dos temas propostos pelos filmes.

Em 2008, dentro das comemorações dos 75 anos do Sinpro Minas, houve uma retomada das atividades do Cineclubistas, porém de uma forma mais ampla, envolvendo sessões de exibição de filmes e debates não só para a categoria profissional mas, também, para toda a comunidade belorizontina. A retomada se deu exatamente no momento em que, no Brasil, as políticas públicas de fomento ao cineclubismo foram implantadas através do Ministério da Cultura, com ações mais efetivas. As nossas ações cineclubistas ganharam, então, um destaque maior passando a funcionar em novo espaço, no Centro de Referência do Professor da Rede Privada (Sinpro Cerp), situado à Rua Tupinambás 179, 14º andar, no centro de Belo Horizonte.

O Cineclube conta com equipamentos modernos de audiovisual e com uma sala com capacidade para 60 pessoas. Importante ressaltar que o Cineclube não possui fins lucrativos. O Cineclube Joaquim Pedro de Andrade tem seu funcionamento todas as terças-feiras, às 19 horas, e visa oportunizar a formação e a comunicação entre os professores e a comunidade em geral, promovendo o desenvolvimento da categoria em um espaço privilegiado para a imagem e o debate.

Está em atividade também o Cineclube Uma Tela no Meu Bairro, que foi montado com os equipamentos do Ministério da Cultura, pelo Programa Cine Mais Cultura. Inicialmente era situado na sede do Sinpro Minas, na rua Jaime Gomes, 198, Floresta, mas atualmente as exibições acontecem em diversos bairros de Belo Horizonte e em algumas cidades.

O objetivo é reunir pessoas para a apreciação de obras cinematográficas de forma coletiva para fins de estudo e debate após as exibições. O Cineclube é, também, um lugar de formação do senso crítico e um espaço para discussões sobre o audiovisual visando ampliar as discussões sobre os mais variados temas.

A reorganização do cineclube é uma das respostas aos movimentos populares e justifica-se pelo caráter democrático e acessível à comunidade. A retomada do cineclube justifica-se, ainda, pela notória ausência de um espaço cultural de reflexão e integração entre o professor da rede privada, o seu sindicato e a comunidade.

Rádio Sinpro Minas na 29ª Jornada Nacional de Cineclubes

COMENTÁRIO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias

Artigo
Ciência
COVID-19
Cultura
Direitos
Educação
Entrevista
Eventos
Geral
Mundo
Opinião
Opinião Sinpro Minas
Política
Programa Extra-Classe
Publicações
Rádio Sinpro Minas
Saúde
Sinpro em Movimento
Trabalho

Regionais

Barbacena
Betim
Cataguases
Coronel Fabriciano
Divinópolis
Governador Valadares
Montes Claros
Paracatu
Patos de Minas
Poços de Caldas
Pouso Alegre
Sete Lagoas
Uberaba
Uberlândia
Varginha