Notícias

Sinpro Minas repudia exoneração arbitrária na UNIFAL

O Sinpro Minas – Sindicato dos Professores do Estado de Minas Gerais manifesta seu repúdio a mais um caso de demissão arbitrária por parte das instituições de ensino. Desta vez, se trata da exoneração de um professor do Instituto de Ciências Sociais Aplicadas da Universidade Federal de Alfenas (UNIFAL).

Na portaria publicada no Diário Oficial da União, no último dia 5 de julho, o reitor da UNIFAL aplica ao professor Luciano Cavini Martorano a penalidade de demissão alegando que o professor procedeu de forma ociosa, o que é negado por seus alunos(as) que já se manifestaram publicamente contra a decisão. Isso demonstra que a exoneração foi feita de cima para baixo, sem qualquer compromisso com provas e argumentos concretos e muito menos com a comunidade acadêmica na avaliação do caso.

Em nota, os(as) próprios(as) aluno(as) questionam a condução do caso e reivindicam mais participação nas decisões da Universidade: “(…)nós, discentes dos cursos do Instituto de Ciências Sociais Aplicadas – Campus Varginha, gostaríamos de reiterar nosso mais profundo repúdio às acusações pelas quais o professor tem passado, bem como à sua demissão. Acusações como desleixo, descuido, desatenção no trabalho não correspondem em absoluto ao trabalho do professor que conhecemos: exigente; empenhado em desenvolver o interesse pela matéria; estimulando sempre a curiosidade pelos temas da matéria, sempre compreensível, cordial e democrático”.

O Sinpro se solidariza com os/as estudantes, que tem suas vidas diretamente impactadas pela decisão que vai contra os princípios democráticos que deveriam ser vigentes em uma universidade pública. Além disso, estende seu repúdio a qualquer forma de ataque aos direitos da categoria docente, independentemente de a instituição ser privada ou pública. Compreendemos que cada atitude arbitrária contra um/a professor/a representa um ataque muito maior à construção de uma educação de qualidade e transformadora, sobretudo no momento em que vivemos, de fortes ataques a conquistas históricas.

Seguiremos na luta por mais valorização, respeito e democracia!

Diretoria do Sinpro Minas

COMENTÁRIO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Categorias

Artigo
Ciência
COVID-19
Cultura
Direitos
Educação
Entrevista
Geral
Mundo
Opinião
Política
Programa Extra-Classe
Publicações
Rádio Sinpro Minas
Saúde
Sinpro em Movimento
Trabalho

Regionais

Barbacena
Cataguases
Coronel Fabriciano
Divinópolis
Governador Valadares
Montes Claros
Paracatu
Patos de Minas
Poços de Caldas
Ponte Nova
Pouso Alegre
Sete Lagoas
Teófilo Otoni
Uberaba
Uberlândia
Varginha