Notícias

Sinpro repudia tentativa de censura por parte de deputados federais mineiros

O Sinpro Minas repudia de forma veemente a tentativa de censura por parte dos deputados federais mineiros Newton Cardoso Júnior, Raquel Muniz e Jaime Martins.

Os parlamentares, que votaram a favor da reforma trabalhista e já se posicionaram favoralmente à da Previdência, acionaram a Justiça para impedir a divulgação da campanha de esclarecimento “Se votar, não volta!”.

Encaminhada pelas centrais sindicais, a campanha tem o objetivo de informar à população a posição dos parlamentares de todo o país acerca da reforma da Previdência, cuja proposta apresentada pelo governo Temer traz inúmeras perdas para todos os trabalhadores brasileiros e coloca em risco a existência do sistema previdenciário.

Essa proposta está prevista para ser apreciada pelos partamentares no Congresso Nacional no final deste mês.

A postura desses deputados federais, inequivocadamente antidemocrática, demonstra a falta de compromisso com o povo mineiro.

Revela, ainda, uma flagrante contradição com o cargo em que ocupam, já que, como representantes eleitos pelos cidadãos, devem saber que todos têm o direito de conhecer quais são suas posições acerca de temas relevantes em debate na sociedade.

Dessa forma, o Sinpro Minas reitera o seu repúdio a mais essa tentativa de censura e reafirma o seu compromisso com a luta por melhores condições de vida de todos os trabalhadores e trabalhadoras brasileiros.

#sevotarnãovolta

COMENTÁRIO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Categorias

Artigo
Ciência
COVID-19
Cultura
Direitos
Educação
Entrevista
Geral
Mundo
Opinião
Política
Programa Extra-Classe
Publicações
Rádio Sinpro Minas
Saúde
Sinpro em Movimento
Trabalho

Regionais

Barbacena
Cataguases
Coronel Fabriciano
Divinópolis
Governador Valadares
Montes Claros
Paracatu
Patos de Minas
Poços de Caldas
Ponte Nova
Pouso Alegre
Sete Lagoas
Teófilo Otoni
Uberaba
Uberlândia
Varginha