Notícias

Triângulo Mineiro: falta de contraproposta frustra expectativas

25 de maio de 2010

O descaso por parte dos donos de escolas com as condições de trabalho dos professores e a qualidade da educação privada no Triângulo Mineiro continua. Os representantes do Sinepe Triângulo (sindicato patronal) não compareceram na reunião de negociação marcada com o Sinpro Minas em 24/05, sinalizando desinteresse.

No dia 25/05, as partes se reuniram em audiência de conciliação no Tribunal Regional do Trabalho de Minas Gerais, onde tramitam os processos de dissídio coletivo 2009 e 2010.  No entanto, a presidente do Sinepe/Triângulo, Átila Rodrigues, não apresentou nenhuma proposta de acordo.

A Justiça do Trabalho agendou nova reunião para 5 de julho, uma vez que o Sinpro Minas e o Sinepe/TM se reúnem no dia 2 de junho novamente, quando mais uma vez surge a expectativa de que possa ocorrer uma negociação de fato, levando ao fechamento de um instrumento de trabalho para os professores da região.

Enquanto isso, os professores devem se preparar para uma grande mobilização, fazendo ressoar a voz da categoria para a sociedade, pais e alunos da rede privada de ensino. Converse com os colegas e procure o sindicato.  Com união, é possível vencer os desafios!

 

COMENTÁRIO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias

Artigo
Ciência
COVID-19
Cultura
Direitos
Educação
Entrevista
Eventos
Geral
Mundo
Opinião
Política
Programa Extra-Classe
Publicações
Rádio Sinpro Minas
Saúde
Sinpro em Movimento
Trabalho

Regionais

Barbacena
Betim
Cataguases
Coronel Fabriciano
Divinópolis
Governador Valadares
Montes Claros
Paracatu
Patos de Minas
Poços de Caldas
Pouso Alegre
Sete Lagoas
Uberaba
Uberlândia
Varginha