Notícias

Venda do Uni-BH: Vitória na Justiça põe em xeque processo de mercantilização

4 de agosto de 2010

 

A decisão do Tribunal de Justiça de Minas Gerais de considerar nula a transferência do Uni-BH para o Grupo Anima, no processo ajuizado pelo Sindicato dos Professores, pode colocar em xeque o processo de mercantilização da educação em curso no país. “A sentença do TJMG julgou o mérito da nossa ação, considerando várias ilegalidades na transação. Isso pode servir para frear o processo de privatização das fundações, instituições que recebem benefícios do Estado”, afirma o presidente do Sinpro Minas, Marco Eliel de Carvalho.

 

O Sinpro Minas solicitou o agendamento de uma reunião com os representantes da Fundac, instituição que legalmente tem que estar à frente do Uni-BH. O objetivo será discutir as questões trabalhistas que envolvem os professores do Centro Universitário, diante da sentença publicada no dia 30/08.

 

Em entrevista à imprensa, o presidente do Sinpro Minas e o advogado que acompanha o processo falaram sobre os motivos que levaram a anulação do negócio entre a Fundac e o Anima. A cessão de direitos de uma fundação para outra só pode ocorrer com decisão judicial, o que não houve. E em caso de extinção, essa instituição só pode ser repassada para outra com os mesmos fins, ou seja, educacionais. Também, no contrato de transferência, o Grupo Anima exigiu que a Fundac não mantivesse instituições de ensino superior por no mínimo 10 anos.

 

“Nós não vamos abrir mão da ação porque acreditamos que o processo foi viciado e sem transparência. No último período, no Uni-BH, houve uma precarização visível do projeto acadêmico, cursos foram extintos, a carga horária de alguns professores foi reduzida, laboratórios foram fechados e tanto a extensão quanto as pesquisas podem estar comprometidas. Entendemos que educação precisa ser de qualidade, com a valorização do trabalho docente”, avalia Marco Eliel.  

Leia também o que saiu na imprensa:

Justiça de Minas desfaz venda do Uni-BH

Justiça anula venda do Centro Universitário de Minas Gerais

Ensino. Juiz anula transferência do Uni-BH para o Imec

Dívida do Uni-BH com professor chega a R$ 2 mi

 

COMENTÁRIO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias

Artigo
Ciência
COVID-19
Cultura
Direitos
Educação
Entrevista
Eventos
Geral
Mundo
Opinião
Política
Programa Extra-Classe
Publicações
Rádio Sinpro Minas
Saúde
Sinpro em Movimento
Trabalho

Regionais

Barbacena
Betim
Cataguases
Coronel Fabriciano
Divinópolis
Governador Valadares
Montes Claros
Paracatu
Patos de Minas
Poços de Caldas
Pouso Alegre
Sete Lagoas
Uberaba
Uberlândia
Varginha